10.3.15

Primeiras impressões de um aposentado em Jerusalém

Bueno, depois de quase vinte horas de viagem, finalmente chegamos a Jerusalém na madrugada de hoje.

Aqui, este seu aposentado corredor (mas espero que, por muito tempo ainda, não um corredor aposentado) vai fazer sua primeira corrida neste projeto rumo a uma maratona depois de virar beneficiário do INSS.

Pois fiquei muito bem impressionado.

Jerusalém é uma bela cidade, cheia de colinas --o povo que vai encarar os 42.195 metros na sexta-feira vai sofrer. Trata-se, como já tantos disseram, de um museu a céu aberto.

Não vou ficar falando muito aqui, pois estamos na correria e o legal é mostrar algumas imagens.

Depois de um breve descanso, saímos para o primeiro passeio pela cidade, subindo ao monte das Oliveiras, de onde se tem uma visão panorâmica da Terra Santa.

Pois lá nos esperava este simpático camelo, conduzido por um mercador de breves passeios com o dito cujo --não testamos, mas as moças fotografadas pela Eleonora deram o maior berro quando o bicho se ergueu para iniciar a caminhada.

As casas de oração das grandes religiões monoteístas estão ao longe; cá pertinho, bem sob nossas vistas, há um grande cemitério. E a Eleonora capturou a bela cena que você vê abaixo (aliás, todas as fotos desta mensagem foram feitas por ela).


Saindo do monte das Oliveiras, fomos ao mercado, que deve ser um dos lugares mais divertidos da cidade (e saborosos, com certeza). Lá havia grupos de soldadas bem animadas, dispostas até a participar de fotos com a turistada.

Mais legal são as bancas, como a deste peixeiro (aqui, a foto é de minha lavra).



As cores e cheiros dos temperos cativam (de novo, foto da Eleonora).



Já a cena de rua, abaixo, fui eu quem capturou.



E a Eleonora me pegou fazendo uma cantoria com essa ensemble de bronze instalada numa área de lojas caríssimas --não gravei o nome, mas me disseram que é a Oscar Freire de Jerusalém.


Para encerrar o dia, uma visita ao museu da Torre de David (foto minha). Foi sensacional.

2 comments: